Blog do Chopp


O bar que djavaneou

Havia um bar em São Paulo onde se ouvia música boa. De tão boa que era, o chopp podia até ser ruim. E era, mas nós os bebíamos aos montes. As porções então, nem se fala. A calabresa vinha com gosto de filé aperitivo, a batata frita era mole e brilhante e por aí vai. Só que a música era boa, logo, comíamos aos montes também. Com raras exceções, estávamos todos os dias lá. Esse amigo meu e eu. Para quem puxava papo, esse amigo meu gostava de dizer que o bar era dele. Íamos ao bar mais que o próprio dono! Até que um dia... a música djavaneou, sabe como é? Ficou meio Tins e Bens e tais. E o chopp, que sempre foi ruim, ficou intragável. A cozinha virou asiática: dava uma puta azia no dia seguinte. E não houve o que fazer. Em poucas noites, fomos nos despedindo da turma. Esse meu amigo passou a dizer que havia vendido o bar. Um dia, o cigarro acabou e lá, é claro, não tinha minha marca. Meu amigo e eu nos olhamos. Fizemos um breve aceno pro garçom. Pagamos a conta (do mês) e saímos, para nunca mais voltar.



Escrito por Turma do Bar do Zé às 11h35
[   ] [ envie esta mensagem ]




Hello, Moto!

Difícil ter paciência de postar algo aqui. Ou falta de hábito, não sei. Este aqui é pra dizer que a partir de agora só bebo em serviço. Inté.

Escrito por Turma do Bar do Zé às 16h59
[   ] [ envie esta mensagem ]




Frases de botequim

Nunca é demais relembrar esta frase do Jaguar: "Chopp com colarinho é creme. Sem, é crime".

Escrito por Turma do Bar do Zé às 15h13
[   ] [ envie esta mensagem ]




Visitando o próprio velório

Há um pensamento que não me abandona desde a infância. Sem mais nem menos, independentemente do meu estado de espírito, eu me flagro imaginando meu próprio velório. Está lá o defunto (no caso, eu) deitado no caixão, vestindo um terno impecável e rodeado de mulheres chorando e homens sisudos com cara de pêsames.

 

Aqui, um parênteses: por que o terno? Aliás, se eu morresse hoje, iriam ter que comprar um terno pra mim, porque os que eu tenho não combinam com a ocasião. São todos meio alegres demais, com cara de festa. Mas, de novo, por que o terno? Não dava pra me enterrar de camiseta, por exemplo? No mínimo, seria muito mais prático pro pessoal que prepara o defunto. E pros bichos também. Da cintura pra baixo, eu poderia estar de cueca apenas. Por que não? Ora, é assim que eu durmo. Nada mais natural que, para o sono eterno, eu também esteja vestido assim.

 

Mas tudo bem. O que me intriga mesmo no meu futuro velório são as pessoas em volta do caixão. Quem iria ao meu velório? Quais seriam as reações de cada um? Será que as ex-mulheres iriam? E a atual? Qual seria a reação dela? E os amigos? Qual deles ficaria mais triste?

 

Velório que se preze tem sempre uma surpresa. Uma mulher que ninguém conhece chorando copiosamente, despertando ciúmes na família do falecido. Imagino minha mãe cutucando minha irmã: “Quem é aquela ali?”

 

Outra surpresa comum é aquela pessoa que não chora. E todo mundo fica olhando pra ela com cara feia: “Insensível!” Ou então: “Dizia que adorava ele e, no entanto, olha aí, não derrama uma lágrima!”

 

E se pintar uma briga então? Ótimo! Sogra com nora, mãe com cunhada etc. Os nervos à flor da pele, coisa mais fácil é alguém encrespar com alguém. Acertar as contas, tipo: “eu nunca gostei de você, não preciso mais esconder isso!”

 

Você já parou pra pensar no seu velório? É legal, você acaba descobrindo algumas coisas interessantes. Descobre até que você não gostaria de estar nele.



Escrito por Turma do Bar do Zé às 11h29
[   ] [ envie esta mensagem ]




Boas-vindas

Se você é do tipo que não dispensa três dedos do mais cremoso colarinho, sinta-se em casa. A partir de agora, você estará a alguns cliques de distância de uma série de crônicas de botequim, assinadas pela Turma do Bar do Zé. Pra quem não sabe, o Bar do Zé existiu. Foram poucos e gloriosos meses, nos idos de 2000, em que estivemos na superfície da bolha que explodiu. Um brinde àqueles dias e xô saudosismo. Nosso bar segue aberto, aqui no Blog do Chopp. Seja bem-vindo e clique à vontade.

Escrito por Turma do Bar do Zé às 23h00
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 

Histórico
  16/04/2006 a 22/04/2006
  09/04/2006 a 15/04/2006
  11/12/2005 a 17/12/2005
  04/12/2005 a 10/12/2005
  27/11/2005 a 03/12/2005


Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
Votação
  Dê uma nota para meu blog



O que é isto?